LIGUE (21) 3172.1756

Brasil terá 4 milhões de empreendedores individuais até 2014

Para Sebrae, mantendo-se o ritmo de expansão, o volume de empresários com faturamento bruto de até R$ 5 mil mensais será maior que o total de micro e pequenas empresas em dois anos.

 

O número de empreendedores individuais no Brasil deve chegar a quatro milhões em julho de 2014 e próximo de oito milhões daqui a dez anos. A projeção faz parte de um estudo divulgado nesta quinta-feira, dia 2, pelo Sebrae.

Segundo o levantamento, que traça um raio-X do empresário com faturamento bruto de até R$ 5 mil mensais, atualmente são cerca de 2,5 milhões desses profissionais. No entanto, mantendo-se o ritmo atual de expansão, o volume de empreendedores individuais será maior que o total de micro e pequenas empresas no Brasil em um prazo de dois anos

Daniel Teixeira/AE

Daniel Teixeira/AE
Atividades de comércio ou serviço atraem 75% dos empreendedores individuais

Esse novo grupo de empresários, revela o estudo, é formado principalmente por jovens – 48,8% deles com idade entre 25 e 39 anos. Pouco menos da metade (50%) têm ensino médio completo e quatro em cada dez trabalham em casa, principalmente em atividades de comércio ou serviços, que representam 75% do setor.

Em geral, o trabalhador que integra esse segmento da economia não tem outra fonte de renda (74% atuam exclusivamente como empreendedores individuais).

Mulheres. Outra característica no que tange ao perfil dos empreendedores individuais é o número de mulheres envolvidas, que praticamente dividem o setor pela metade com os homens – elas são 46% do mercado. Segundo o Sebrae, esse  é o segmento de maior participação empresarial feminina no País.

Segundo o estudo, uma das razões que faz as mulheres buscarem o empreendedorismo é a flexibilidade de horários, uma vez que muitas delas ainda acumulam a administração da casa e dos filhos.

 

Fonte: http://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,brasil-tera-4-milhoes-de-empreendedores-individuais-ate-2014,2088,0.htm

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

*